Você está aqui

Pets: CASTRAR OU NÃO CASTRAR?

Foto de azanarella
Enviado por azanarella em sex, 2001-08-03 10:00

Você já parou para olhar a quantidade de cães e gatos que há nas ruas? Você já parou para pensar na quantidade de doenças que eles podem passar para nós humanos e para os nossos animais de estimação? E aí? O que fazer? Exterminá-los? Mandá-los para o canil municipal?

Acho que nada disso é solução! O problema não é o cão/gato de rua, o problema é evitar o aumento da população. Uma única cadela, com uma vida reprodutiva de seis anos pode gerar 100 descendentes.  Uma gata em apenas dois anos pode deixar 200 (duzentos) descendentes. São de assustar, estes números, concorda? Sem contar que os cães/gatos de ruas aumentam a incidência de doenças contagiosas. Seja este através do contato direto [Raiva, Tumor de Sticker, FAIDS, PIF...], seja este por contato indireto [Cinomose, Complexo Respiratório Felino, Parvovirose..]. A apreensão e eliminação dos animais de rua é um método falho, pois este pode estar eliminando o seu gato/cão que deu uma "fugidinha" de casa. Já pensou nisso?

A solução para todos estes problemas seria a castração

Uma operação relativamente segura, quando feita por um bom veterinário

Vantagens:

  • Evitar ninhadas não desejadas - Se um cão de rua invade a sua casa e cruza com a sua fêmea, quem ficará com os filhotes? O futuro dono dará um lar adequado para eles? E os machos que fogem para rua e cruzam com animais sem dono? Eles estão aumentando a população de indesejáveis em nossa cidade.
  • Animais castrados são mais saudáveis - Existe o Tumor de Sticker, câncer transmitido através do acasalamento FAIDS [a AIDS do felino]. Diminui a incidência de câncer de mama e próstata. Evita a depressão nos machos quando tiver uma fêmea no cio na proximidade. Elimina a pseudogestação.
  • Passeios controlados - Evita que seu macho destrua a sua casa quando houver uma fêmea nas proximidades, diminui fugas, diminui as brigas de rua.
  • Mudança de comportamento - São mais comportados. Deixam o hábito de “montar" nas pernas e objetos da casa.
  • Melhor convivência em casa - Evita o desconforto dos cios semestrais nas fêmeas. Ajuda a "ensinar" os machos a não fazerem urina em lugares indesejáveis.

Razões para não castrar:

  • Animais de raça com pedigree
  • Gostaria de um filhote igual ao meu - Isso só seria possível através da clonagem. No acasalamento há 50% de influência do lado materno e 50% do lado paterno.
  • Queria que minhas crianças vissem o milagre do nascimento - Hoje em dia há ótimas fitas de vídeo que mostram isso. O parto ao vivo para criança não poderia gerar um trauma? O "pet" necessita de tranqüilidade na hora do parto e não de incômodos...

Agora: Castrar ou Não Castrar?

 

Dr. André Eduardo Zanarella Ferreira
Médico Veterinário